Notícias
Você está na seção de Notícias da Central de Mídia. Aqui você encontra notícias e reportagens sobre a antidopagem no esporte e sobre as ações da ABCD

ABCD e COB fecham acordo de parceria para os Jogos Escolares da Juventude

A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) e o Comitê Olímpico do Brasil (COB) firmaram, nesta segunda-feira (29.05), na sede do COB, no Rio de Janeiro, um acordo de cooperação para que a ABCD, mais uma vez, atue com campanhas educacionais durante os Jogos Escolares da Juventude. A competição é o maior celeiro de atletas olímpicos do país, revelando, a cada ano, novos talentos para o esporte brasileiro. Da delegação composta por 465 atletas do Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, um total de 52 já participaram dos Jogos Escolares da Juventude, entre eles Mayra Aguiar, Sarah Menezes, do judô; e Hugo Calderano, do tênis de mesa.

O evento será disputada em duas etapas: a primeira, para estudantes de 12 a 14 anos, em Curitiba, entre 12 e 21 de setembro; e a segunda, para atletas de 15 a 17 anos, terá Brasília como sede, entre 16 e 25 de novembro.

Por se tratar de uma competição envolvendo menores de idade, as ações da ABCD nos Jogos Escolares da Juventude não envolvem controle de dopagem entre os estudantes. O objetivo da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem será educacional.

A ABCD monta stands nos locais de competição, leva equipes de profissionais especializados no controle de dopagem e os jovens participam de ações educativas nas quais têm acesso aos kits de coleta de material, folhetos explicativos, aulas sobre o tema, além de participarem de outras iniciativas que visam motivá-los para conhecer mais o assunto, como jogos interativos e palavras cruzadas, por exemplo. Outra ferramenta são as redes sociais, onde as crianças e jovens podem participar da campanha #jogolimpo, da ABCD.

“Essa é uma ação do departamento de informação e educação da ABCD”, explica o diretor deste departamento, Luiz Celso Giacomini. “Nós reforçamos nos jovens o quão ruim é o uso de substâncias proibidas. Com isso, estamos preparando uma geração de atletas que terão consciência da educação antidopagem”, continua.
Nos Jogos Escolares da Juventude de 2016, cerca de oito mil jovens passaram pelos stands da ABCD nas duas fases da competição. Luiz Celso destaca que o impacto daquela experiência foi muito além dos estudantes. “O que foi muito importante foi a enorme procura por informações por parte dos professores e técnicos desses atletas, além dos árbitros”, recorda o diretor da ABCD. “Isso nos deixou muito feliz, porque nosso objetivo não é só o atleta e, sim, atingir o senso comum. É importante que toda a população se conscientize para que possamos melhorar os índices de desenvolvimento no esporte de uma forma justa”, conclui.

O secretário nacional da ABCD, Rogério Sampaio, reforça a importância de ações educativas como as realizadas durante os Jogos Escolares da Juventude. “É entendimento da ABCD que esses acordos de cooperação efetivados pelo departamento de educação têm favorecido a promoção do jogo limpo e a ética no esporte brasileiro”, afirma o secretário, que na semana passada participou da Semana Acadêmica da Faculdade de Educação Física de Santos (FEFIS), onde conduziu uma palestra para estudantes e professores sobre a cruzada antidoping e como ações no mundo acadêmico podem contribuir para um esporte livre de substâncias proibidas.

Gerente geral de juventude do COB e diretor geral dos Jogos Escolares da Juventude, Edgar Hubner também frisa a relevância do acordo firmado com a ABCD. “Temos um projeto que começou em 2005 e que reúne jovens de 12 a 17 anos representando escolas públicas e privadas de todo o país”, detalha. “Nós entendemos que o melhor momento para iniciarmos a transmissão de valores é nesta fase. O doping é um tema muito importante para esses jovens. A gente tem um espaço de convivência onde todos os jovens almoçam e jantam juntos e é nesses momentos que a gente fechou esse acordo com o ABCD para que as crianças que muitas vezes não têm acesso a essas informações em suas cidades possam ter contato com o tema e possam entender a importância desse assunto dentro da carreira deles. Se a gente criar uma educação e uma cultura nessa faixa etária é certo que teremos poucos problemas futuramente”, encerra Hubner.

Este ano, a etapa de Brasília terá como novidade a inclusão do badminton, modalidade olímpica. Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo COB e correalizados pelo Ministério do Esporte e Grupo Globo, com patrocínio máster da Coca-Cola.

Luiz Roberto Magalhães – Ministério do Esporte

Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem – ABCD
Setor de Indústrias Gráficas - SIG, Quadra 04, lote 83
Bloco C, 2º andar, sala 201
Condomínio Capital Financial Center
70610-440 - Brasília DF
Tel: +55 61 3429 6919
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

© 2014 Ministério do Esporte. Todos os direitos reservados.