Notícias
Você está na seção de Notícias da Central de Mídia. Aqui você encontra notícias e reportagens sobre a antidopagem no esporte e sobre as ações da ABCD

Alunos da escola CEF 2, em Brasília, são premiados em concurso de redação sobre o tema dopagem no esporte

A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) comemorou, nesta semana, mais uma ação educacional bem-sucedida no sentido de levar às crianças e jovens do Brasil informações sobre o combate ao uso de substâncias nocivas à saúde. Na terça-feira (28.11), uma equipe da ABCD premiou seis alunos da escola CEF 2, de Brasília, vencedores de um concurso de redação promovido na escola sobre o tema dopagem.

Em um projeto piloto, uma equipe da ABCD se reuniu, em agosto deste ano, com o corpo docente da CEF 2, que trabalha com alunos dos 6º e 7º anos, para que a escola fosse a primeira a introduzir no ensino fundamental conceitos sobre a cultura antidopagem.

Mascote da ABCD, o ABCDog entrega o prêmio a uma das autoras das redações vencedoras. Foto: ABCD

Os professores da escola da capital receberam orientações dos profissionais da ABCD, que entregaram ainda folders educativos para que eles pudessem conhecer mais sobre o trabalho da ABCD e sobre o combate à dopagem.

Feito isso, cada professor adaptou o tema à sua matéria e passou a bordá-lo junto aos alunos em sala de aula. Ao final, foi promovido um concurso de redação sobre o tema dopagem. Participaram 120 alunos, de quatro turmas, e, ao final, seis redações foram escolhidas. Como prêmio, os autores receberam kits da ABCD contendo mochila, camiseta, caneta, copo e toalha da campanha #jogolimpo. O ABCDog, mascote da ABCD, fez sucesso com os estudantes durante a premiação.

Os autores das redações premiadas foram:

» Aryadnna Reis - Turma 6º A
» Eloíza Araújo - Turma 6º A
» Amanda Evangelista - Turma 6º A
» Handerson Oliveira - Turma 7º A
» Maria Eduarda - Turma 7º C
» Yasmin Campos - Turma 7º C

O secretário da ABCD, o professor Luiz Celso Gioacomini comemorou o sucesso da iniciativa e adiantou que, para o ano que vem, o plano é implantar o mesmo modelo em escolas de todo o país.

Professores da escola CEF 2 posam com a equipe da ABCD e comemoram o sucesso do projeto. Foto: ABCD

“Esse projeto piloto é o início de um trabalho que pretendemos realizar em 2018 com escolas do ensino fundamental de todos os estados brasileiros”, afirmou. “Nosso objetivo é incentivar o estudo e a compreensão dos perigos da ingestão de substâncias nocivas à saúde, cumprindo a orientação do Código Mundial Antidopagem”, continuou.

A ação no CEF 2 não é a primeira que a ABCD realizou este ano em uma escola do ensino fundamental. Em agosto, uma equipe da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem visitou os alunos do Colégio Saber, em Taguatinga, cidade distante cerca de 25 quilômetros de Brasília, e, na ocasião, os estudantes tiveram a chance de aprender mais sobre os malefícios da dopagem e os valores de zelar pelo jogo limpo no esporte participando de atividades no stand montado pela ABCD no colégio.

Além disso, no final de junho, a ABCD promoveu, em Brasília, o 1º Encontro de Faculdades de Educação Física do Brasil, que contou com a participação de cerca de 200 pessoas, entre atletas, representantes de faculdades, confederações e Conselhos Regionais de Educação Física (CREF). O evento ressaltou os valores éticos do esporte e o trabalho desenvolvido pelo Brasil na luta contra a dopagem, sobretudo a partir da realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e teve como objetivo inserir nas universidades a discussão sobre os malefícios do uso de substâncias proibidas no esporte.

Luiz Roberto Magalhães - Ministério do Esporte
 

Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem – ABCD
Setor de Indústrias Gráficas - SIG, Quadra 04, lote 83
Bloco C, 2º andar, sala 201
Condomínio Capital Financial Center
70610-440 - Brasília DF
Tel: +55 61 3429 6919
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

© 2014 Ministério do Esporte. Todos os direitos reservados.